É Lula lá, Haddad, Boulos e Ediane aqui!

É Lula lá,  Haddad, Boulos e Ediane aqui!

Em defesa da democracia e de uma sociedade mais justa e igualitária para todos(as)!

  • Nota política da base de São Paulo do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes

O Brasil atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história e as eleições de Outubro serão um momento decisivo para muito mais do que os próximos 4 anos. O fim da ditadura na década de 1980 significou a superação do regime militar, mas não garantiu de fato a democracia para todos os brasileiros e brasileiras.

Todos os dias vivemos os efeitos de uma redemocratização superficial, em que as polícias militares herdaram as práticas de tortura e desrespeito aos direitos humanos, assasinando, forjando prisões, invadindo casas e tratando o povo com violência em diferentes âmbitos da vida. O direito universal à moradia, saúde, alimentação, educação, previstos na Constituição se tornaram, na prática, um privilégio de uma parcela da população, que conforme sua renda, raça e gênero acessa mais ou menos, com maior ou menor qualidade esses direitos.

Em São Paulo, o estado mais rico do país, vive a maior população desempregada. Até o final do último ano, foi negado a 3,4 milhões de pessoas não só a possibilidade de  trabalhar e ser produtivo, mas o direito de contribuir com a sociedade através das suas capacidades e vontades. É também no nosso estado, onde 36 mil pessoas estão em situação de rua; outras quase 400 mil não têm casa própria; e 6 em cada 10 famílias não têm acesso pleno ao alimento.

Diante dessa realidade, sabemos que a tal democracia nunca foi universal, sequer verdadeiramente democrática. No entanto, se a Constituição de 1988 é limitada e ainda dá pleno poder aos militares, o que vem acontecendo, e se avizinha, promete piorar ainda mais a situação. Temos um governo autoritário, ocupado por militares, que conservam o respaldo do império norte-americano. Ainda que não consigam dar um golpe antes das eleições de 2 de outubro para transformar de vez nosso país em uma ditadura fascista, seguirão com este projeto para garantir o roubo e destruição das nossas riquezas em prol de meia dúzia de bancos, do agronegócio e transnacionais.

Por isso é urgente eleger Lula, e se possível no primeiro turno! Lula não representa a solução para todos os problemas, mas é quem nos garantirá melhores condições para construção de uma derrota radical de Bolsonaro e do fascismo em nosso país. O mesmo serve para Fernando Haddad para derrotar o regime tucano e o bolsonarismo retratados pelo turista Tarcísio de Freitas, candidato de Bolsonaro.

Além de garantir uma vitória nos cargos majoritários do Executivo (Presidência da República  e Governos Estaduais), também é necessário ocupar o Legislativo (Congresso Nacional e Assembleias Estaduais). A esquerda nunca conquistou maioria em nenhuma Casa Legislativa brasileira e, enquanto as regras eleitorais continuarem beneficiando os representantes dos ricaços e estrangeiros, isso deve permanecer igual. Mas podemos, e devemos, eleger legítimos representantes do povo, que utilizem os cargos como instrumento de ampliação da democracia e das lutas sociais que travamos todos os dias. 

Por isso, vamos com Guilherme Boulos para Deputado Federal e Ediane Maria para Deputada Estadual! Dois grandes militantes do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Sem Teto (MTST), que quando eleitos, não abandonarão a luta nem os lutadores. Os dois estiveram do lado certo em todos os momentos decisivos da vida política brasileira: na luta contra o agravamento e consolidação do golpe, e ao mesmo tempo, nas batalhas para aprofundar a democracia e os direitos.

Boulos e Ediane estão na campanha para eleger Lula e para ir muito além. Através da luta do MTST já conquistaram, através da organização do povo, casas para 3 mil famílias em São Paulo, abriram 31 cozinhas solidárias para combater a fome que voltou a ser realidade no nosso país e no nosso estado.

Pelo direito à moradia, transporte, saúde e educação para todos! Renda Básica  para combater a miséria e a fome! Pelo direito das mulheres, da juventude e do povo trabalhador! Por políticas que combatam o racismo e a LGBTfobia!

Vamos com Lula, Haddad, Boulos e Ediane derrotar Bolsonaro e os militares, e continuar na luta por um Brasil verdadeiramente democrático, que abra caminho para uma sociedade mais justa  e igualitária. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.