70 anos da República Democrática Alemã (DDR)

70 anos da República Democrática Alemã (DDR)

Hoje, 7 de outubro, completam-se 70 anos da constituição da República Democrática Alemã – RDA, experiência socialista que durou de 1949 até 1990.

A fundação da RDA está ligada às tensões provenientes dos Acordos de Potsdam de 1945 quando se reuniram os líderes da União Soviética, Grã-Bretanha e EUA – os vencedores da Segunda Guerra Mundial – para tratar do desenvolvimento democrático da Alemanha pós-guerra. Os principais pontos dos acordos trataram da eliminação definitiva do Estado fascista e de todas as suas instituições; proibição do Partido Nacional-Socialista e de todas as suas organizações; anulações de todas as leis nazistas; castigo aos criminosos de guerra; reorganização total da vida política sobre bases democráticas; destruição do capital monopolista alemão. Não estipulando a divisão da Alemanha.

Entretanto, o Ocidente não cumpriu com importantes decisões da Conferência de Potsdam nas zonas de ocupação norte-americana, francesa e inglesa. Aliando-se a grandes empresários alemães que apoiaram Hitler durante a guerra e que lucraram com ela, usando trabalho escravo dos prisioneiros dos campos de concentração. Foram as potências ocidentais que propuseram a divisão da Alemanha, consumando-se após a implantação de uma reforma monetária nas zonas ocupadas pelo Ocidente.

Reerguida das ruínas da Segunda Guerra a Alemanha Oriental tratou de estatizar numerosas indústrias, realizar uma profunda reforma agrária que acabou com a aristocracia rural, um dos sustentáculos do militarismo alemão. Além disso, reformulou todo seu sistema educacional, expulsando todos os professores nazistas para formação de uma nova mentalidade no país.

Porém, as potências capitalistas do Ocidente jamais aceitaram o desenvolvimento de uma nação socialista em suas cercanias, realizando uma guerra ideológica e econômica que passou pelo aliciamento de jovens, de técnicos e profissionais das mais diversas áreas e pela rescisão de acordos comerciais – causando prejuízos milionários ao Estado socialista alemão. Além disso infiltravam espiões e terroristas pela fronteira da Berlin Ocidental com o território da RDA. Tal ofensiva capitalista gerou tensões que ameaçavam a paz, levando a Alemanha Oriental a construir o Muro de Berlin em 13 de agosto de 1961 para proteger sua soberania.

A experiência socialista trouxe um grande salto para o desenvolvimento de uma região agrária historicamente atrasada. Tanto em questões econômicas como de direitos sociais. Já em 1950 38,6% dos estudantes do ensino superior eram de origem operária, ante 3% antes de 1945. Que resolveu os problemas habitacionais, construindo até 1985, um total de 2,4 milhões de moradias e onde o aluguel correspondia a apenas 2,7% da renda mensal de uma família. Além disso, 90% dos camponeses tinham alguma especialização. Desde 1950 existem fortes leis de preservação ambiental. Direitos iguais para homens e mulheres, garantia de creches e escolas, legalidade do aborto desde 1972, realizado com segurança de forma gratuita. Direito a férias.

A República Democrática Alemã nos deixa a mensagem de que quando nos unimos fraternalmente derrotamos os inimigos do povo!

*GODOY, Ivan. O socialismo na terra de Marx: RDA hoje. São Paulo: Alfa-omega, 1986.

Via: Juventude Comunista Avançando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *